por Alice Schuch: doutora, escritora, palestrante e pesquisadora do universo feminino

O Século XXI nos força a abrir novos horizontes e assim sendo é preciso verificar as nossas opções em um universo agora muito maior e certificar-se se aquelas informações que vieram do passado, algumas delas indispensáveis ao nosso desenvolvimento até aqui são de fato úteis e funcionais neste segundo momento que se inicia.

O pássaro quebra a casca do ovo, prepara-se para voar e voa – são três tempos distintos.

Que pássaro sou eu? Falcão?

Nesse caso devo voar mais alto, enfrentar maiores perigos, reforçar meus os músculos porque deles irei precisar para desempenhar minhas funções de natureza: um falcão não tem limite de espaço, voa livre e pode tranquilamente ir e não retornar. O falcão não é um animal doméstico que necessita de carinhos, de afagos. Ao contrário aprecia pessoas nas quais possa confiar, companheiros de caça e de vida.

Com um amigo italiano, ouvindo-o sobre a arte da falcoaria, ensina ele que águias e falções nos ensinam os três “p”: paixão, paciência e perseverança. A paixão por esse mundo, a perseverança porque os resultados chegam depois de muitas e muitas tentativas e a paciência porque os objetivos a atingir não são imediatos e então precisamos saber aguardar o momento.

Pois a ocasião é chegada: estamos no palpitante mundo virtual global com novos desafios e tantos prazeres, onde de um pleno que se alcança pode-se dar novidade de história a si mesmo.

E aí vamos nós, como os falcões... a criar novas aventuras de mim no espaço infinito!

Boa jornada queridas amigas e amigos!!!