Ouso dizer que 100% das pessoas querem se destacar profissionalmente, se sentirem, reconhecidas e valorizadas, mas não tem a menor idéia do porque não conseguem atingir esses resultados. Você também se sente assim?

Para John Dewey, o indivíduo não é um ser isolado, mas participa de uma sociedade.  A sua filosofia visa fornecer aos jovens os meios e o caráter necessários a participar ativamente da vida pública e social, isto é, construir o útil para si com benefício para o ambiente onde vive.

Refere o filósofo Antonio Meneghetti, que o líder deve ser um diplomata, um falso adaptado, é uma pessoa que se relaciona com os valores do grupo, mas está fora deles no seu íntimo, é alguém que verifica momento por momento se aquela atitude, ação ou relação convém para o seu projeto de vida.

Por exemplo, vejo pessoas em festas que parecem felizes, mas para a minha saúde, para o meu bem-estar, convém?  Qual resultado concreto obtenho para mim no day after (dia seguinte)? Ganhei ou perdi?

Podemos aprender, não é difícil, é somente isto: a cada ação que pretendo executar, faço uma pequena pausa e verifico se aquela imagem traz conforto, alegria, saúde ou benefício para mim. E aqui não se admite improvisação, mas somente o tirocínio segundo o escopo que se quer alcançar.

Amiga, quando você se sente perdida, dê uma paradinha antes de iniciar algo novo e você vai visualizar claro e forte aquele grande NÃO, ou ao invés um magnífico SIM, é para você, é seu, vá em frente, conquiste. Cada ação nossa traz conseqüências para o bem ou para o mal, então, se você deseja atingir bons resultados, vale a pena estar atento.

É construindo sempre o útil para si que você vai chegar lá! Trata-se de um training solitário, depois, o seu potencial de natureza encontra as coordenadas para chegar a excelência. Revolucionar a sua própria carreira de agora em diante é possível.

Você vai adorar ter começado hoje!