Alice Schuch, professora e consultora conferencista do universo feminino

Ao cursar um MBA na Itália, visitamos diversas empresas de ponta e ouvimos suas histórias através da palavra de seus fundadores: como nasceram, como se desenvolveram, dificuldades, problemas que solucionaram e ainda, como vivem aqueles empresários e, em quais valores crêem. Nossas dúvidas foram gentilmente sanadas, mas o ponto culminante foi verificar o modo de ser, de pensar e de agir daquelas pessoas, que não somente é técnica, mas muito

Encontrar com aqueles empreendedores que transmitem a paixão de viver através do labor é uma riqueza maior do que uma conta no banco porque é a exuberância da vida que cria e se torna além de si, escreve o sociólogo italiano Romano Benini. De Armani a Ferrari, prossegue o autor, nosso país vende e exporta grandes identidades que são histórias de saber ser e saber fazer e a muitos interessa compreender tal segredo.

É uma paixão, um modo de realizar aquele projeto que usa certas pessoas como instrumento para encarnar-se na história. Em todas elas nota-se um brilho no olhar, um profundo amor pelo quanto realizado e, conforme ensinam, foi justamente seguindo a estrada do prazer que, ao fim, encontraram o sucesso.

Concluímos nós que quando um indivíduo, frente a cada decisão segue o critério do prazer apontado pela própria inteligência de modo responsável, estas suas escolhas o conduzirão inevitavelmente ao resultado positivo de crescimento e valor existencial, ou seja, à alegria de viver.

A natureza nos dá todos os instrumentos.

Um brinde aos nossos nascimentos!

Alegria e Feliz Natal