Alice Schuch, professora e consultora conferencista do universo feminino

Em 2019 cante e cante alto!

Toda vez que encontro um grupo de amigas, retorno ao estudo sobre a inteligência ao feminino com energia renovada. Observando tantas mulheres e meninas, um ponto é comum a todas: querem e podem mais, sentem uma energia que as impulsiona: borbulhantes vulcões, furacões, terremotos, verão, outono, primavera...

Tantas vezes me questionei: se elas são assim tão fortes e podem fazer aquilo que desejam, por que não o fazem? Por que não despertam e usam em progresso pessoal aquela energia que borbulha?

Em conferência, procurando despertar em algumas mulheres a capacidade de construir o próprio carisma, o filósofo Antonio Meneghetti pontua que a natureza constrói as mulheres dotadas do poder da transformação, e conclui: a vida é feminina! Somente feminina! O tempo, a neve, o sol, a chuva, a lua, o mar, tudo é feminino. A mulher é aquela que tem a força, a supremacia, o aspecto nascente, a inovação.

Impaciente, afirma uma jovem empresária: acordo pela manhã com uma direção em mente, mas à noite, não tenho mais certeza. Faço-lhe um convite simpático: vamos eliminar esta dicotomia em 2019?

Quando se exprime em emoção, a mulher é sempre envolvente como a onda do mar que se reforça, reciclando-se em si mesma. Porém atentas! Não somos jamais tão privadas de defesas, quanto no momento em que amamos. Alerta Sigmund Freud.

Não estamos sós e, quando uma de nós desabrocha , outras se sintonizam em tom e ritmo, emergindo em novas evoluções. Ouve-se então novas melodias, novos sons, o mundo ganha nuances mágicos enquanto aquele oceano, embalando-se, sorri.

É um novo ano que se inicia! Cante e cante alto! Tantas irão ouvi-la.

Sinta o prazer da busca da sua perfeição, escorra, dê estrada...

Faça acontecer essa bela mulher que é você, porque você merece!

Feliz 2019!